Dentro de casa | Certificação Hídrica | Torneiras | Chuveiro | Autoclismo | Máquinas de lavar | Conselhos | Bolsa |
Exterior | Pátios e quintais | Jardim | Lavagem de veículos | Piscinas | Conselhos |
Aproveitamento de águas | Formas de Aproveitamento | Água da Chuva | Água residual tratada |

CONSTRUIR/ REMODELAR - Certificação Energética

A certificação energética tem como grande objectivo limitar o consumo de energia no sector dos edifícios, ou seja, que o consumo seja feito de forma racional e eficiente, evitando os consumos desnecessários.

Para além de obrigar a que os novos edifícios tenham uma classe de eficiência acima da média, a certificação pretende contribuir para que os proprietários tenham informação de medidas que sejam possíveis implementar na habitação para melhorar o seu desempenho energético e o conforto, destacando as de maior viabilidade económica.

Para perceber melhor o Certificado Energético, bem como os conceitos que lhe estão associados, sugere-se a consulta da seguinte página da ADENE: http://www.adene.pt/sce/textofaqs/certificacao-de-edificios.

O certificado é necessário no processo de venda ou aluguer de uma habitação e na construção de novos edifícios. Esta certificação é realizada por Peritos Qualificados (PQ) pela ADENE, a entidade gestora do SCE. Através da consulta do site www.adene.pt encontrará a lista de técnicos habilitados a fazer esta certificação na área "Bolsa de Peritos".

Este certificado é válido por 10 anos.

 

Edifícios Existentes

Sempre que se for vender ou alugar habitação, o proprietário tem que ter um certificado energético da mesma, para que o consumidor possa fazer uma escolha mais informada no acto da compra ou arrendamento já que neste documento constam as características energéticas da fracção.

O CE classifica a fracção de acordo com o seu desempenho energético, numa escala de 9 classes da classe A+ – a mais eficiente – à G – a menos eficiente. As fracções mais eficientes têm menores necessidades energéticas, pelo que a factura energética será menor. Assim, é importante que se prefiram as fracções mais eficientes como garantia de qualidade e de menores necessidades energéticas, e consequente poupança na futura factura energética.

 

Novos Edifícios

Para a construção de novos edifícios, bem como para edifícios ou frações sujeitas a grandes intervenções, é necessário ter o pré-certificado, que atesta que em projecto estão cumpridas todas as normas regulamentares aplicáveis relativas à eficiência energética do edifício.

Posteriormente, no fim da construção e antes da utilização – no momento de fazer o Pedido de Licença de Utilização – deve existir um "primeiro" CE que confirma que aquilo que foi definido em projecto foi executado, garantindo assim os níveis de eficiência definidos anteriormente e surge após a conclusão da obra e antes do pedido de licença de utilização.

Os novos edifícios (com licença/ autorização de construção posterior a 4 de Julho de 2006) só podem estar classificados de B- a A+ e têm que possuir colectores solares para a produção de AQS (1m2/ habitante).

 

Outros projectos Água por míudos

:: CONSELHOS

Se tiver máquina de lavar loiça, é preferível utilizá-la na carga máxima do que lavar loiça à mão.


HOME | DOCUMENTAÇÃO | LINKS | GLOSSÁRIO | CONTACTOS | Site desenvolvido por: