Certificações Abrangentes | Rótulos Ecológicos | Sistemas de Gestão Ambiental | Comércio Justo | Outras |
Certificações por área | Energia | Hídrica | Edifícios | Agricultura | Floresta | Têxtil | Cosmética | Produtos Marinhos |
Pegadas | Ecológica | Carbono | Hídrica |
Conselhos | Compra | Utilização | Limpeza | Alimentação | Festas | Lazer | Serviços | Fim de Vida Útil |

Conselhos - Fim de Vida Útil


Boas práticas no fim de vida útil


A primeira coisa a fazer quando já não utilizamos um determinado objecto é analisar se ele chegou, de facto, ao seu fim de vida útil ou se:

  • Pode ser reparado, caso esteja danificado
  • Pode ser doado ou transformado noutro produto, caso esteja em bom estado

Existem várias formas de doar os mais diversos produtos, nomeadamente através de iniciativas de apoio social e ao desenvolvimento:

Poderá também vender determinados produtos em loja de venda em segunda mão, como a Cash´Land ou a Cash Converters, ou em sites específicos para esse fim como o OLX ou o Custo Justo.

Caso não seja possível reutilizar, doar ou reconverter um determinado produto, estamos perante um resíduo, que deverá ser devidamente encaminhado para a respectiva fileiras de reciclagem.


EMBALAGENS E RESÍDUOS DE EMBALAGEM (Ecoponto):

Embalagens de Papel e Cartão - Contentor Azul: Caixas de cartão, Revistas e Jornais, Papel de Escrita e Impressão.

  • Despeje todo o conteúdo das embalagens;
  • Espalme as embalagens para ocuparem menos espaço no interior do contentor;
  • Não coloque as embalagens que contêm papel de prata, papel vegetal, papel com plástico ou papel encerado;
  • Não coloque embalagens sujas.

 

Embalagens de Vidro - Contentor Verde: Garrafas, Frascos e Boiões de vidro.

  • A gordura no vidro não inviabiliza a reciclagem;
  • Escorra todo o conteúdo das embalagens;
  • Retire as tampas metálicas das embalagens, que devem ser colocadas no Ecoponto amarelo.
  • Não colocar objectos de vidro que não sejam embalagem (lâmpadas, loiças, etc.)

 

Embalagens de Plástico e Metal - Contentor Amarelo: Garrafas e garrafões, pacotes de líquidos alimentares, latas, sacos de plástico, copos de iogurte, etc.

  • Escorra todo o conteúdo das embalagens;
  • Quando possível, espalme as embalagens para ocuparem menos espaço no interior do contentor;
  • As tampas de plástico devem ser colocadas na embalagem depois desta ser espalmada;
  • Os pacotes de líquidos alimentares (bebidas, molhos culinários, etc.), apesar de serem feitos se cartão no exterior, contêm alumínio no interior e, em alguns casos, plástico na tampa. Devem por isso ser colocados no Ecoponto Amarelo.


E não se esqueça:

  • Sempre que possível, transporte os resíduos até ao Ecoponto num saco que possa ser reutilizado para esta função.
  • Caso se encontre cheio, não coloque os resíduos no chão junto ao Ecoponto. Procure outro nas proximidades ou volte mais tarde.
  • Em caso de dúvida sobre qual o Ecoponto correcto, procure essa indicação no rótulo da embalagem.

 

FLUXOS ESPECÍFICOS:

Lâmpadas Fluorescentes
- Na compra de uma lâmpada fluorescente nova, entregue a lâmpada antiga na loja;
- Caso não seja possível, poderá entregar a lâmpada antiga em vários pontos de recolha específicos:
- Ponto electrão para lâmpadas (ver http://www.amb3e.pt/mapaCentros.aspx?lang=pt&id_object=1862&name=Pontos-Electrao-para-Lampadas);
- Centros de recepção de resíduos (ver http://www.amb3e.pt/mapaCentros.aspx?lang=pt&id_object=1187&name=Centros-de-Recepcao e http://www.erp-portugal.pt/index.php?content=10).
- Ecocentro da entidade gestora de resíduos da região.


Resíduos de Equipamentos eléctricos e electrónicos (REEE)
Na compra de um Equipamento Eléctrico e Electrónico (EEE) novo e que desempenhe as mesmas funções que o REEE (resíduo), pode entregar este último na loja, sendo que este deve ser recebido gratuitamente.
Se não vai comprar um EEE novo e se o resíduo for de dimensão pequena ou média, poderá depositá-lo, gratuitamente num dos seguintes pontos de recolha:

A AMI tem um projecto de reciclagem de telemóveis (avariados ou em desuso), com pontos de recolha em espaços de parceiros (ver http://www.ami.org.pt/default.asp?id=p1p490p175p573&l=1).


Pilhas e acumuladores
Estes resíduos devem ser colocados nos pontos de recolha específicos (Pilhão), disponibilizados pelas Autarquias junto dos Ecopontos e nos Ecocentros ou disponibilizados directamente pela Entidade Gestora, a Ecopilhas (www.ecopilhas.pt) a parceiros como Instituições de Ensino; Hiper e Supermercados, Retalhistas e outras Entidades.


Baterias
Quando vai comprar uma bateria nova, entregar a velha no local da compra, para que esta seja reencaminhada para a reciclagem.


Toners e Tinteiros
- Antes de deitar fora este tipo de resíduos considere a sua reutilização, passando a adquirir toners e tinteiros reabastecidos.
- Entregue estes consumíveis informáticos junto de entidades credenciadas para a sua recolha e reciclagem (por exemplo, Associações como a AMI ou empresas como a Recitoner). Ver: http://www.ami.org.pt/default.asp?id=p1p490p175p573&l=1 e www.recitoner.pt.


Óleos Alimentares Usados (OAU)
Alguns municípios já disponibilizam oleões para a recolha selectiva de óleos alimentares usados, seja fazendo gestão própria ou em parceria com um operador de gestão de resíduos. Descarregue aqui (www.apambiente.pt/_zdata/Politicas/Residuos/FluxosEspecificosResiduos/OAU/PontosRecolhaMaio2011.xls) a listagem dos pontos de recolha a nível nacional. Esta recolha é também feita numa cadeia nacional de supermercados, através de mini-oleões. Caso não tenha um local onde colocar este resíduo, deve deitar o óleo usado num recipiente de plástico, vedá-lo bem para não se abrir e colocá-lo no lixo indiferenciado.


Monos (monstros domésticos)
Resíduos volumosos e/ou pesados que não oferecem condições de fácil manuseamento nem se enquadram em nenhuma fileira de recolha específica (ex.: mobília, grandes electrodomésticos, etc.).
Contacte o seu município para pedir a recolha dos mesmos, ou podem ser entregues directamente nos Ecocentros das respectivas regiões.


Resíduos de construção e demolição (RCD)
Se vai fazer alguma obra, mesmo de pequenas dimensões, consulte a entidade gestora de resíduos da sua área ou a Câmara Municipal quais as opções, regras e obrigações para a deposição destes resíduos. Algumas autarquias já disponibilizam serviços de recolha e transporte de RCD.


Veículos em fim de vida
A Valorcar é a entidade responsável pela recepção e gestão de veículos em fim de vida. Conheça os pontos de recolha em http://www.valorcar.pt/redevalorcar/mapa.html.


Pneus
A recolha dos pneus usados é da responsabilidade da Valorpneu. Para saber o ponto de recolha mais perto consulte www.valorpneu.pt.


Radiografias
As radiografias devem ser entregues nas farmácias nos períodos de recolha, que é realizada anualmente pela AMI, procedendo à sua reciclagem. Consultar http://www.ami.org.pt/default.asp?id=p1p490p174&l=1.


Medicamentos fora de uso
A Valormed é a entidade responsável pela recolha e reciclagem/tratamento de medicamentos fora de uso e respectivas embalagens (caixas, blisteres, bulas, ampolas, frascos). Estes devem ser entregues numa farmácia, contribuindo também com esta acção para apoiar um projecto de reflorestação da Quercus na Serra do Alvão.
Conheça as farmácias aderentes em: http://www.valormed.pt/index.php?option=com_glossario&view=glossario&Itemid=150.


Rolhas de cortiça
A Quercus, em parceria com a Corticeira Amorim, o Continente e a Biological, desenvolve o projecto Green Cork, que promove a recolha de rolhas de cortiça nos “Rolhinhas” disponíveis nos hipermercados Continente e Modelo, nos centros comerciais Dolce Vita e nos agrupamentos de Escuteiros do Corpo Nacional de Escutas. Saiba mais aqui: www.greencork.org


Resíduos Orgânicos
Caso tenha espaço para instalar um compostor, faça compostagem dos seus resíduos orgânicos, obtendo adubo para utilização no jardim.

Resíduos que podem ser compostados:
Verdes - Restos de vegetais crus; restos de cascas de frutas; borras de café; arroz e massa cozinhados; cascas de ovos; folhas verdes; folhas e sacos de chá; cereais; ervas daninhas (sem sementes); restos de relva e flores.
Castanhos – Feno; palha; aparas de madeira; serradura; aparas de relva; erva seca; folhas secas; ramos pequenos.

Resíduos que não podem ser compostados:
Carne, peixe, lactícinios e gorduras; excrementos de animais; resíduos de jardim com pesticidas; plantas doentes ou infestadas; cinzas de carvão.

Para saber como construir um compostor caseiro e qual o procedimento para fazer compostagem consulte estes documentos:

 

:: CONSELHOS

Utilize sacos ou recipientes reutilizáveis para transportar as compras. Alguns supermercados já disponibilizam as caixas diversas usadas pelos fornecedores para os clientes transportarem os seus produtos até casa.


HOME | DOCUMENTAÇÃO | LINKS | GLOSSÁRIO | CONTACTOS | Site desenvolvido por: