::DOCUMENTAÇÃO

 

Teses realizadas no âmbito do projecto EcoCasa:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Eficiência Energética no sector residencial aplicada a consumos em modo de vigilância – o caso de estudo EcoFamílias
Ana Rita Antunes, 2008
 
Resumo
O projecto EcoFamílias foi desenvolvido em 2007 pela Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza promovido pela EDP Distribuição, com o apoio financeiro da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Eléctrica. Este projecto teve como objectivos avaliar o potencial de poupança e reduzir o consumo de energia eléctrica de famílias em Portugal Continental, e contribuir para um melhor conhecimento do seu consumo energético com base numa amostra de 206 de 225 famílias participantes.
Os consumos em modo de vigilância dos equipamentos de entretenimento, informática e telecomunicações, somam 197 kWh/ano por família, representando 27,7% do consumo dos equipamentos destas categorias e 5,1% do consumo total de electricidade; 11% das famílias já não apresentam potencial de poupança para estes consumos por já terem hábitos de anulação dos mesmos.
Para Portugal, o potencial de redução de consumos em modo de vigilância no sector doméstico é de cerca 720 GWh/ano, correspondendo a 5,1% da electricidade consumida neste sector e 1,5% do total. Em relação à emissão de gases com efeito de estufa, tal corresponde a 338 mil toneladas CO2.
O projecto EcoFamílias conduziu à anulação de 81,5% de consumos em modo de vigilância.
 
 
Esta tese pode ser consultada em: http://run.unl.pt/handle/10362/1835
 
 
 
Avaliação do Potencial de Redução do Consumo de Energia Eléctrica – Iluminação no Sector Doméstico
Sara Ramos, 2008
 
Resumo
Um estudo do potencial de redução de consumo de energia eléctrica, pela substituição de lâmpadas ineficientes por lâmpadas de baixo consumo no sector residencial, foi realizado tendo como base os dados de caracterização das famílias participantes no projecto EcoFamílias da Quercus – ANCN, que decorreu no ano de 2007. Da análise efectuada, verificou-se que a adopção de lâmpadas mais eficientes permitiria reduzir o consumo de energia eléctrica em cerca de 21 MWh ano-1. Cada família seria responsável pelo potencial médio de redução de 102 kWh ano-1, que corresponde a 37% do consumo inicial de iluminação e a 2,6% do consumo total de electricidade da habitação.
Estas diminuições de consumo estão associadas a um potencial de redução de emissões de gases de efeito de estufa (GEE) cerca de 9,8 ton CO2 (48 kgCO2 família -1).
 
 
Esta tese pode ser consultada em: http://ria.ua.pt/handle/10773/611
 
 
A eficiência energética no sector residencial associada à telecontagem
Patrícia de Almeida Nunes, 2009
 
Resumo
O presente trabalho estuda o desempenho do concentrador iMeter, desenvolvido pela empresa ISA, que integra um sistema de telecontagem de energia eléctrica em baixa tensão, no contexto do diagnóstico e avaliação de medidas de conservação de energia e eficiência energética. O estudo consistiu na análise dos consumos recolhidos pelo referido equipamento em sete agregados familiares envolvidos no projecto EcoFamílias desenvolvido pela Quercus. Foram avaliadas e comparadas diversas funcionalidades de diversos aparelhos de medição utilizados nesse projecto. Procurou-se, através da implementação de medidas como a substituição de equipamentos eléctricos existentes por outros electricamente mais eficientes, anulação de consumos standby e off-mode, e deslocação de consumos, estimar a poupança de consumo e a redução de emissão de gases com efeito de estufa associados. Com este estudo, conclui-se que a integração de sistemas de telecontagem é fundamental para alcançar objectivos como: a diminuição de consumos eléctricos, uma melhor gestão da procura de energia pelos consumidores, maior nível de informação relativamente à potencia contratada, consumos e hábitos de utilização dos seus equipamentos, maior transparência no fornecimento de energia eléctrica, abandono da leitura visual ou por estimativa e maior gestão das perdas por parte das empresas distribuidoras.
 
Esta tese pode ser consultada em: http://run.unl.pt/handle/10362/1957
 
 
 
Uso eficiente da água em instalações colectivas e similares: contributo para a caracterização do uso e aumento da eficiência
Susana Camacho Ferreira, 2009
 
Resumo
A necessidade de actuar na promoção do uso eficiente da água é hoje uma prioridade reconhecida, tanto a nível nacional como internacional, dado ser um recurso essencial não só à qualidade de vida das populações, como ao desenvolvimento económico e aos ecossistemas. As perspectivas das alterações climáticas e as pressões sobre este recurso apontam também para o agravamento da situação a nível global. Em Portugal, a necessidade e oportunidades para melhorar a eficiência no uso da água estão expressas no Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água (RCM 113/2005, de 30 de Junho). Embora se tenha vindo a actuar neste sentido no sector urbano, observa-se uma lacuna importante em grandes instalações, nomeadamente em instalações de uso colectivo e similares (ICS), frequentemente grandes consumidores com grande diversidade de tipos, tanto na caracterização dos consumos como na identificação das oportunidades de actuação. Nesta dissertação pretende-se contribuir para a caracterização do consumo da água em ICS, e para uma melhoria da utilização da água, propondo-se uma metodologia de auditoria para proceder à avaliação de instalações deste tipo e para identificação de oportunidades de intervenção não só para melhorar o uso da água mas que resultem também na redução das águas residuais e do consumo energético. A metodologia apresenta três níveis de análise para permitir melhor adaptação às características das ICS e aos dados disponíveis para a realização deste diagnóstico ao uso da água. Propõe-se um conjunto de indicadores de consumo para diferentes tipos de instalações, a identificação de usos tipo e o cálculo de padrões de consumo adimensionais, importantes para aferir a eficiência de instalações do mesmo tipo e os impactos na rede de abastecimento. Esta metodologia foi aplicada e validada em diferentes casos de estudo, com diferentes tipos de dados disponíveis. São também identificadas medidas e acções de uso eficiente da água para ICS, sistematizadas por usos-tipo.
 
Esta tese pode ser consultada em: http://run.unl.pt/handle/10362/5777
 

 
  
Planos de mobilidade empresarial e o seu contributo para a mobilidade sustentável: o caso da TNT
André Gui de Carvalho Pereira, 2011

Resumo
A melhoria da qualidade de vida e o aumento do desenvolvimento económico e social têm impulsionado as sociedades modernas a consumir cada vez mais energia e a emitir cada vez mais gases com efeito de estufa. O aumento gradual da concentração desses gases na atmosfera tem levado à ocorrência de alterações climáticas a nível global, cujas consequências a longo prazo são bastante preocupantes.
Um dos principais responsáveis pela situação actual é o sector dos transportes, que representa cerca de um terço do consumo final de energia dos países membros da Agência Europeia do Ambiente e é responsável por mais de um quinto das emissões de gases com efeito de estufa e por grande parte da poluição atmosférica. Perante o cenário actual de insustentabilidade, reveste-se de particular importância a determinação de estratégias que permitam aumentar a eficiência nesse sector.
O objectivo da presente dissertação foi analisar a eficácia de um conjunto de estratégias (implementação de uma creche/infantário no local de trabalho, criação de circuitos de minibus, pagamento dos passes dos trabalhadores por parte da entidade patronal, criação de uma rede de ridesharing e implementação de teletrabalho), que incidem em instrumentos de gestão da procura de transportes, na minimização dos impactes ambientais associados aos movimentos pendulares dos trabalhadores de uma empresa de transporte expresso (TNT).
A estratégia relativa à criação de circuitos realizados em minibus foi analisada e posteriormente excluída por apresentar um impacte ambiental superior ao verificado na situação inicial. Determinou-se também que a estratégia mais eficiente, tendo em conta os objectivos definidos, foi o pagamento dos passes por parte da TNT, já que não só apresentava a melhor relação custo-eficácia como também iria contribuir para a maior redução de emissões de CO2 de todas as estratégias analisadas.
Globalmente, conclui-se que os planos de mobilidade empresarial podem contribuir para uma mobilidade mais sustentável através da redução das emissões carbónicas e assim minimizar os efeitos negativos das emissões causadoras das alterações climáticas. Contudo, os resultados obtidos sugerem que os custos associados são superiores em uma ordem de magnitude ao preço da tonelada de carbono transaccionada no mercado de carbono, tornando estas medidas pouco interessantes para a sociedade e discutível a imposição destes custos às empresas.

Esta tese pode ser consultada em: http://run.unl.pt/handle/10362/6262


:: CONSELHOS

Planeie antecipadamente os percursos e escolha os mais descongestionados.


HOME | DOCUMENTAÇÃO | LINKS | GLOSSÁRIO | CONTACTOS | Site desenvolvido por: