Iluminação | Tipo de lâmpadas | Potencial de poupança | Questões sobre lâmpadas | Conselhos |
Electrodomésticos | A eficiência começa na escolha | Etiqueta Energética | Conselhos | Bolsa |
Equipamentos | Standby e off-mode | Comprar equipamentos | Conselhos |
Climatização | Climatizar a casa | Sistemas de Climatização | Conselhos |
Renováveis | Aplicações | Tecnologias | Benefí­cios e incentivos | Certificação e garantia | Bolsa |

Equipamentos - Conselhos


Não deixe os equipamentos ligados caso não estejam a ser utilizados.

Evite desligá-los a partir do controlo remoto. Apesar de ser mais prático, na verdade não desliga realmente os equipamentos, mas deixa-os em standby. E neste modo de “espera” eles continuam a consumir energia, sendo que este consumo não é assim tão insignificante, chegando muitas vezes a não ser muito diferente do consumo do aparelho ligado.

Caso goste de adormecer com a televisão ou a aparelhagem ligada, recorra a um temporizador e programe-o para que estas se desliguem automaticamente ao fim de algum tempo.

Os relógios das aparelhagens e dos leitores de vídeo e DVD também consomem pois na prática são consumos standby. Assim, caso não precise desta função, ligue o equipamento a uma ficha com interruptor de modo a anular este consumo desnecessário.



Informática


Sempre que se ausentar do computador desligue o monitor pois este é responsável por grande parte do consumo deste equipamento. Um monitor pode mesmo gastar tanto quanto uma lâmpada de 100 watts.

Ao contrário do que muitas vezes se pensa, o screensaver do monitor não poupa energia. Para o fazer nos períodos em que o computador está ligado sem ser usado deve-se recorrer ao modo de suspensão.

Para activar as opções de poupança de energia do computador, basta no Ambiente de Trabalho seleccionar “O meu Computador” seguido de “Painel de Controlo” e por fim “Gestão de Energia” ou outra opção análoga. Aí escolha o modo de desligar o monitor e/ou o disco rígido após ‘x’ tempo sem estar a utilizar o computador. Não só poupa energia, como ainda preserva o seu equipamento informático.

Caso tenha um computador portátil ou esteja a pensar comprar um, saiba que, em termos energéticos, esta é a opção certa na medida em que um portátil consome cinco vezes menos energia do que um computador de secretária.

Também na utilização de um computador portátil, existem várias maneiras de poupar electricidade, sem grande esforço. Para que possa utilizar o portátil recorrendo o máximo possível à bateria, existem pequenos truques que não só aumentam a sua performance, como também a sua longevidade. Reduzir a luminosidade do ecrã, desligar o botão da rede sem fios caso não estejamos a utilizá-la, evitar esquecer cartões de memória no interior do portátil são alguns exemplos. Por outro lado, a utilização excessiva de CDs ou DVDs implica sempre um gasto acrescido de energia, pelo que deve recorrer a alternativas, como as canetas USB.

Se utiliza o portátil durante grande parte do dia, active as opções de stand-by e hibernação para os pequenos períodos em que se ausentar, mas caso o faça por maiores períodos o melhor mesmo é desligar.

As fotocopiadoras, impressoras e multifunções não precisam de estar ligados quando não estão a ser utilizados.
As impressoras e faxes a laser consomem mais que as de jacto de tinta, sendo que a diferença na qualidade já não é assim tão grande.

Se precisa de ter um fax sempre ligado, no momento da compra analise o seu consumo em standby, pois este vai muito importante durante a utilização do equipamento.

Se o fax for incorporado no modem poupa mais energia pois elimina o gasto relativo à utilização da máquina de fax.

 

Outros projectos Energia por míudos

:: CONSELHOS

Ao comprar um electrodoméstico, um factor a ter em conta é a classe de eficiência (de afixação obrigatória). Comprar um electrodoméstico de classe A até pode implicar algum investimento, mas a poupança na factura da electricidade ao longo dos anos torna-o um investimento seguro.


HOME | DOCUMENTAÇÃO | LINKS | GLOSSÁRIO | CONTACTOS | Site desenvolvido por: