Mobilidade | Mobilidade Suave | Transportes colectivos | Partilha de viaturas |
Veículos | Combustão Interna | Veículos alternativos | Zonas de Emissões Reduzidas |
Componentes | Filtros de partículas | Catalisadores | Pneus |
Combustíveis | Biocombustíveis líquidos | Biomassa | Biocombustíveis gasosos | Combustíveis tradicionais |
Ruído | O que é | Efeitos na saúde | O que fazer | Contatos úteis | Conselhos |
Conselhos | Planeamento da deslocação | Na condução | Ar condicionado | Manutenção |

Componentes - Pneus


A nova etiqueta de pneus surgiu com o objetivo de fornecer informações importantes para o consumidor ter em conta no momento da compra, sobre aspetos de segurança e ambientais de um pneu.
Esta etiqueta utiliza a mesma escala da etiqueta dos equipamentos, optando assim por um grafismo que já é reconhecido pelos consumidores.


A etiqueta de pneus facilita a comparação de pneus em termos de:



Existem apenas algumas exceções à aplicação desta etiqueta sendo que apenas os pneus de corrida, recauchutados, sobresselentes e de automóveis antigos não serão abrangidos por ela.



Eficiência de combustível

Os pneus representam até 20% do consumo de combustível dos veículos.
Esta medida é uma forma de medir a resistência ao rolamento do pneu, que tem impacto sobre a eficiência no consumo de combustível do veículo. Os pneus mais eficientes em termos de combustível precisam de menos energia para rolar.
A escolha de pneus com uma classificação de eficiência de combustível elevada proporciona mais quilómetros em cada depósito e menos emissões de CO2 do veículo.
A eficiência de combustível, é classificada de A a G, na mesma escala de cores dos equipamentos.
A diferença entre a classificação A e a classificação G pode equivaler a uma redução no consumo de combustível até 7,5%. Tendo por base com base um consumo médio de 8 litros/100 km, a escolha de pneus com classificação A em vez de classificação G pode permitir poupar mais de 6 litros de combustível a cada 1000 quilómetros.
No entanto, para além da escolha de um pneu mais eficiente no consumo de combustível, existem outros factores que afectam este consumo:

• Os pneus terem a pressão indicada para o veículo em causa, é fundamental para a sua eficiência, pois se a pressão estiver baixa aumenta a resistência ao rolamento e afecta o desempenho de aderência em piso molhado.
• O peso do veículo condiciona também o consumo, devendo-se evitar andar com pesos desnecessários no veículo.
• O estilo pessoal de condução também tem um grande impacto, devendo-se fazer uma condução ecológica para reduzir o consumo de combustível.



Aderência em piso molhado

A aderência em piso molhado é também classificada de A (classificação mais alta) a F (classificação mais baixa).
Este parâmetro mede a capacidade de travagem do pneu em piso molhado. A aderência em molhado é um dos atributos de segurança mais importantes de um pneu. Excelente aderência em molhado significa menor distância de travagem quando se conduz sob clima chuvoso.
Numa situação de emergência, alguns metros podem fazer uma grande diferença. Para um veículo de passageiros que aplique os travões a fundo a 80 km/h, um conjunto de pneus com classificação A irá proporcionar uma distância de travagem até 18 metros mais curta do que um conjunto de pneus com classificação F.
No entanto, por mais eficiente que o pneu seja neste parâmetro, deve-se sempre respeitar as distâncias de travagem recomendadas.



Ruído

O ruído do trânsito é uma questão ambiental relevante determinada por vários fatores como:
• Intensidade do trânsito
• Tipo de veículo
• Estilo de condução
• Interação pneu-estrada

O valor indicado no rótulo não é o do ruído interno, o que o condutor ouve quando conduz, mas sim o externo, que contribui para a poluição sonora.

É expresso em decibéis (dB) e divide-se em 3 categorias:

1 onda sonora negra = 3dB menos que o futuro limite europeu mais restrito
2 ondas sonoras negras = já cumpre com o futuro limite europeu
3 ondas sonoras negras = cumpre com o limite europeu actual

Quanto mais ondas sonaras negras no rótulo, mais ruidoso é o pneu.
Os níveis de decibéis são medidos numa escala logarítmica. Isto significa que um aumento 3 dB do primeiro nível para o segundo, representa uma duplicação do ruído e um aumento de 3 dB do segundo para o terceiro nível representa novamente uma duplicação do nível de ruído, o que representa uma diferença de 4 vezes do 1º para o 3º nível de ruído.
 

Outros projectos  

:: CONSELHOS

Evite carregar pesos desnecessários, na bagageira, devido à sua contribuição para o aumento significativo do consumo de combustíveis.


HOME | DOCUMENTAÇÃO | LINKS | GLOSSÁRIO | CONTACTOS | Site desenvolvido por: