Separar | Porquê? | Quais as vantagens | Para onde vão os resíduos? |
Resíduos | Os 3 Rs | O que posso separar | As taxas dos resíduos | Dúvidas sobre resíduos |
Fileiras | Papel | Plástico | Metal | Vidro | Orgânico | Óleos | Lâmpadas | Elétricos e eletrónicos | Pilhas | Outros |
Conselhos | Reduzir | Reutilizar | Vender, Trocar ou Doar | Separar |

Fileiras - Pilhas


As pilhas e acumuladores são utilizados em diversos equipamentos de uso corrente: rádios, calculadoras, telecomandos, telemóveis, brinquedos, relógios, entre outros.

No entanto, este produto é composto por metais pesados, podendo ter no seu interior mercúrio (Hg), o níquel (Ni), o cádmio (Cd) e o chumbo (Pb). Mesmo pilhas que dizem ser verdes por não conterem determinado metal pesado, podem ter outros metais pesados na sua composição.

Assim, a recolha seletiva destes materiais é essencial para que não haja contaminação do ambiente. Uma simples pilha é suficiente para contaminar uma área considerável de solos (por exemplo, a área de um campo de futebol) durante 50 anos. As pilhas mais perigosas são as pilhas-botão e as alcalinas. Uma pilha-botão liberta em média 1 grama de mercúrio, o suficiente para contaminar 200.000 litros de águas continentais ou marítimas. Uma única pilha alcalina pode contaminar 175.000 litros de água, uma quantidade superior ao que uma pessoa bebe em toda a vida.

Em termos ambientais, o ideal é dispensar o uso de pilhas. Já existem alguns equipamentos que utilizam energia solar de forma direta ou outra fonte de energia, funcionando portanto sem recurso a pilhas ou baterias. As calculadoras são o caso mais conhecido.

Não menos importante é optar por pilhas recarregáveis na utilização de equipamentos e brinquedos. As vantagens são várias:

  • Ambientais: Ao durarem muito mais tempo, reduz-se drasticamente a quantidade de lixo tóxico produzida;
     
  • Económicas: Apesar de exigirem um maior investimento inicial, já que também é necessário um carregador, a despesa é facilmente compensada após algum tempo de utilização.
     

Descartáveis ou recarregáveis, nenhuma delas deve ser colocada, quando gasta, no lixo indiferenciado. O destino adequado são os pilhões, recipientes que podem ser encontrados junto de Ecopontos, em supermercados, escolas, lojas, etc.

Desde modo, pilhas e acumuladores são encaminhados para reciclagem, que permite que o chumbo dê origem a novos componentes e que outros elementos - como o manganês, zinco, aço e carbono – sejam reaplicados na indústria transformadora. O metal do seu invólucro também pode ser reciclado e ter novas aplicações.
 

Para mais informações consultar as páginas de Internet das sociedades gestoras que foram criadas para gestão de pilhas e baterias:

  • Ecopilhas - www.ecopilhas.pt
     
  • ERP Portugal - www.erp-portugal.pt
     
  • Amb3E - www.amb3e.pt
     

Outros projectos  

:: CONSELHOS


HOME | DOCUMENTAÇÃO | LINKS | GLOSSÁRIO | CONTACTOS | Site desenvolvido por: